Quanto vale seu dinheiro pelo mundo

Posted on 17/05/2010

2



Uma pesquisa muito interessante, que trata do poder aquisitivo pelo mundo, foi publicada pela seção de economia do portal IG. O portal entrou em contato com moradores de seis países (Japão, França, Índia, Estados Unidos, Brasil e Argentina) para mostrar como itens presentes em todos os mercados podem ter preços extremamente variados.

Os valores foram comparados a partir de determinados produtos, como: sandálias Havaianas, calça jeans, raquete de tênis, Coca-Cola, TV LCD, passagem aérea, arroz, alface, maça, banana, café expresso, sorvete, leite e tênis Nike.

A variação nos preços dos produtos chega a ser inacreditável. É o caso das sandálias Havaianas que custa, em média, R$21 no Brasil e podem custar até R$176 no Japão. As TVs de LCD, no entanto, possuem diferenças ainda mais significativas. No Japão, por exemplo, um modelo de 32 polegadas custa em média R$190, já no Brasil, este valor chega a R$1.500.

Todas estas diferenças podem ser explicadas por fatores relacionados às características de cada país, ou seja, tributos, matérias-primas, mão de obra e condições climáticas, no caso dos alimentos.

Além disso, de acordo com a matéria, a Paridade do Poder de Compra (PPC) ou a Paridade do Poder Aquisitivo (PPA) revelam quanto a moeda de cada país pode comprar. Este indicador é feito em relação ao dólar.

Cada produto teve uma metodologia de comparação de preços diferenciada, pois há produtos encontrados apenas em mercados locais. Por outro lado, bens tidos como universais como a Coca-Cola e tênis Nike, têm valor passível de comparação em todo o mundo.

Para saber mais sobre a pesquisa, acesse o site do IG Economia e conheça todos os produtos e seus valores.

Saber o valor do seu dinheiro é um direito seu, por isso, é sempre bom conhecer o quanto você pode comprar e comparar racionalmente preços antes de adquirir algum produto. Às vezes, nem precisamos ir tão longe para encontrar diferenças enormes. Afinal, quantas vezes você já viu o mesmo produto, em lojas diferentes e com preços muito desiguais?

Fonte: IG Economia